sexta-feira, 8 de junho de 2018

14:59:00

Primeiro data center submarino da Microsoft entra em operação

A Microsoft anunciou nesta terça-feira (05) que o seu primeiro data center submarino entrou em operação. A empresa vinha trabalhando nesse projeto conhecido com Natick há muitos anos, mas, até agora, só havia feito testes com máquinas experimentais. O data center que empresa submergiu na costa Escócia é o primeiro a se integrar de fato à estrutura comercial de computação em nuvem da empresa.
O equipamento que a Microsoft colocou no fundo do mar nesta semana conta com 12 conjuntos com um total de 864 servidores, os quais precisam de cerca de 1 megawatt de eletricidade para funcionar. Toda a energia que utilizam para funcionar vem de fontes renováveis, como produção solar, eólica e até gerada através das ondas do mar.
A Microsoft resolveu submergir seus servidores no fundo do oceano para economizar energia com resfriamento. Assim, seus data centers consomem muito menos eletricidade, precisam de menos manutenção e se tornam mais sustentáveis. Como o fundo do mar é normalmente mais gelado que a superfície, especialmente na costa de países mais ao norte da Europa como a Escócia, a água serve como um elemento de resfriamento natural para os servidores.
Nesse primeiro momento, a Microsoft vai monitorar os dados obtidos com os sensores de humidade internos da carcaça pressurizada criada especialmente para os servidores e também conferir se o equipamento não estará tendo qualquer impacto negativo no meio ambiente.
microsoftEngenheiros posicionam servidores dentro da estrutura que vai protegê-los da água.
Caso o projeto se mostre viável, a empresa espera implantar data centers submarinos no mar próximo de grandes centros urbanos, onde existe de fato da demanda por conexões com alta velocidade e acesso imediato à nuvem. Isso é interessante pois mais da metade da população mundial vive em até 200 km do mar.

terça-feira, 27 de março de 2018

11:46:00

Máquina do Google monitora o desmatamento da Amazônia

Resultado de imagem para amazonia

O Google anunciou que sua plataforma de código de aberto de aprendizado de máquina TensorFlow está ajudando a comunidade Tembé e a ONG Rainforest Connection a protegerem a Amazônia.
Em 2014, o Chefe Naldo Tembé convidou Topher White e sua fundação Rainforest Connection para irem à comunidade explorar formas de usar a tecnologia para evitar o desmatamento ilegal que acontece há 80 anos.
Juntos, segundo a empresa, eles criaram esse sistema capaz de enviar alertas por meio de celulares descartados colocados no topo das árvores.
Com um pequeno painel solar e a tecnologia de aprendizado de máquina da API do TensorFlow, os telefones escutam os sons da floresta e identificam motosserras e caminhões madeireiros e alertam as autoridades apropriadas.

sexta-feira, 2 de março de 2018

15:44:00

Reserve restaurantes diretamente do Google Maps

Resultado de imagem para google maps pin



Em parceria com o Restorando, uma das conhecidas plataformas de reservas, os usuários agora podem fazer reservas em restaurantes diretamente do Google Maps.

“Para facilitar esses momentos em que seu principal objetivo é sair e comer, a partir de agora, você pode fazer a reserva do restaurante diretamente do Google Maps”, publicou o Google Brasil.

Desta forma, cerca de 700 restaurantes agora estão disponíveis para reserva no Google Maps e na Busca. Um botão aparecerá para encontrar uma mesa e fazer a reserva.

De acordo com o buscador, o Brasil é o primeiro país da América Latina com a opção de reserva e espera introduzir mais parceiros no futuro.

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

15:03:00

Saiba mais sobre o WhatsApp Business e suas 5 melhores ferramentas




Atualmente é bastante comum trocar mensagens com as empresas através de redes sociais ou por aplicativos de celular, como pelo Facebook e o WhatsApp, que estão constantemente se adaptando para satisfazer as necessidades de seus usuários. E a mais recente mudança em relação a isso é o lançamento de um aplicativo voltado exclusivamente para os negócios e a relação empresa-cliente, o WhatsApp Business.

O download do novo aplicativo já está disponível para o Brasil e é muito provável que as pequenas e grandes empresas passem a utilizá-lo, pois mesmo sendo semelhante ao WhatsApp comum, ele oferece várias novas ferramentas que facilitam muito a a vida da empresa e daqueles que entram em contato com ela.

Perfil da empresa
Diferente dos perfis dos usuários comuns, um perfil corporativo contará com mais detalhes, sendo semelhante a uma página do Facebook, podendo acrescentar diversas informações sobre a empresa, como o endereço, o horário de funcionamento, o tipo de negócio, o site, o endereço de e-mail e uma breve descrição.

Número exclusivo para sua empresa
Antigamente era permitido utilizar só um número por aparelho, fazendo com que muitos usassem um só número para o pessoal e o profissional. Porém, com esse novo aplicativo, você não precisará mais compartilhar seu número pessoal com o da sua empresa, podendo ter um para cada. E se você já possui uma conta exclusiva para sua empresa, poderá migrar sua conta antiga, com todos seus contatos e conversas, para o novo aplicativo.

Mensagens automáticas
Uma das novidades mais interessantes do aplicativo, sem dúvidas, é a possibilidade de programar mensagens automáticas para quando você estiver ausente, não precisando estar com o celular o tempo o todo, podendo criar avisos, mensagens agradecendo o contato ou qualquer outra que precisar.

Mais de um usuário 
Através do WhatsApp Web, que é uma extensão do aplicativo em versão para utilizar em computadores, será possível conectar mais de uma pessoa ao perfil da empresa, facilitando assim o gerenciamento dela.

Etiquetas
Você também poderá criar etiquetas/tags coloridas para organizar as mensagens em diferentes grupos, podendo assim separar as conversas por categorias, sinaliza-las como importante ou fazer qualquer marcação personalizada, agilizando assim a busca por clientes.

Não perca mais tempo, experimente já todas essas novas funções e saia na frente de seus concorrentes com o WhasApp Business.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

14:15:00

Inteligência artificial do Google, cria código melhor do que de seus desenvolvedores



Primeiro, dois robôs que conversam entre si, em uma linguagem que nenhum ser humano foi capaz de decifrar. Meses atrás, esse experimento, deixou o mundo digital em alerta, afinal não é todo dia que um robô inventa um algoritmo para se comunicar, em segredo, com outro robô.

Esse semana o Google, nos surpreendeu novamente. A empresa divulgou que o seu sistema de machine learning foi capaz de criar códigos com uma eficiência superior quando comparado ao que foi criado pelos próprios desenvolvedores da plataforma. O sistema não apenas desenvolveu um código de programação, mas um código melhor, do que o de seu criador.
Batizado de AutoML, esse sistema foi desenvolvido como uma solução para a falta de talentos na área de programação de inteligência artificial. Infelizmente não há muitos programadores experientes nessa área. Foi por isso que o time da Google resolveu criar uma máquina para fazer esse trabalho.





O AutoML é capaz de realizar milhares de simulações para determinar quais áreas de um código precisam ser aprimoradas, fazer mudanças e continuar o processo de forma indefinida ou até que determinado objetivo seja alcançado. Isso é impressionante não somente pelo fato de uma máquina estar fazendo isso, mas porque o que está sendo gerado é melhor do que o próprio ser humano seria capaz de fazer. E tudo isso trabalhando por horas e hora sem parar.
A prova de que o código produzido pelo AutoML é melhor do que o criado pelos seus desenvolvedores ficou claro em um teste de reconhecimento de imagem. O sistema da Google obteve o resultado recorde de 82% na taxa de reconhecimento. Até então, as plataformas de inteligência artificial conseguiam alcançar a taxa de 42%, o que já superava o score de 39% alcançado por algoritmos humanos.



Porém, infelizmente (ou felizmente) ainda estamos um pouco longes de conhecermos a Skynet do mundo real. A Google anunciou o AutoML há apenas cinco meses, o que significa que o sistema ainda precisa de muito amadurecimento no mercado. Contudo, é realmente impressionante ver o que essa plataforma fez em tão pouco tempo de vida. Não temos modelos de inteligencia artificial capazes de traçar um cenário futuro, nem remotamente previsível, sobre o que esse algoritmo será capaz de fazer. Criar uma inteligência assim pode ser muito benéfica, mas pode ser maléfica também. E essa dúvida é que traz o perigo.



Fei-Fei Li, é diretora da Inteligência Artificial Stanford e Vision Labs, e também ajudou nas pesquisas da DeepMind, tem uma visão menos pessimista. Em entrevista ao diretor do MIT, Li acredita que a humanização dos sistemas de IA, farão com que os robôs sejam mais aceitáveis. Ela também defende que será impossível os robôs dominarem a humanidade:
“Como ela é muito centrada na tarefa, ainda carece de consciência contextual e falta o tipo de aprendizagem flexível que os humanos possuem. Nós também queremos fazer uma tecnologia que melhore a vida dos seres humanos, nosso mundo mais seguro, nossas vidas mais produtivas e melhores. Tudo isso requer uma camada de comunicação e colaboração a nível humano”





terça-feira, 6 de dezembro de 2016

14:04:00

Google Play anuncia os melhores aplicativos e games de 2016

O Google Play anunciou esta semana os melhores aplicativos e games do ano na loja brasileira. Eles foram escolhidos por uma painel de especialistas do Google Play.
Os grandes vencedores foram Clash Royale, como melhor game, e Prisma, como melhor aplicativo.
Na categoria Apps Feitos no Brasil, foram selecionados Eu desafio vocêMagazine LuizaVoz do NarradorSkina e Cuponeria.
Os aplicativos da categoria Top Trending foram selecionados baseado em downloads, interesses dos usuários e cultura pop. Já os games desta categoria foram selecionados baseado em downloads.
APPS
Melhor App
Prisma

GAMES
Melhor Game
Clash Royale

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

13:23:00

Internet em dispositivos móveis ultrapassou desktops pela primeira vez em todo o mundo




De acordo com dados do StatCounter, o uso da internet por meio de dispositivos móveis passaram os acessos por desktops em todo o mundo pela primeira vez em outubro. O volume de acessos por dispositivos móveis e tablets atingiram 51,3% em todo o mundo durante o mês de outubro, com o desktop mergulhando em declínio com apenas 48,7%.


Este número indica um alerta para os empresários de pequenos negócios e individuais para que, cada vez mais, se adequem ás plataformas móveis, não somente em razão do tráfego crescente, mas também, porque o Google favorece sites móveis em seus resultados de pesquisa.


Além disso, o Google também pretende dividir seu índice de pesquisa em mobile e desktop; dando preferência para os sites com a tecnologia Accelerated Mobile Pages (AMP), que é um projeto do Google projetado para tornar páginas móveis mais rápidas. Na sua essência, é basicamente uma forma simplificada do HTML.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

08:31:00

Google+ se torna o núcleo do Google Apps for Work



O Google anunciou hoje que o Google+ irá se unir ao Gmail, Google Drive, Calendar e o resto do Google Apps for Work para funcionar como uma plataforma corporativa.
“Google+ for Work irá facilitar o compartilhamento e a colaboração entre usuários do Google Apps e assegura que informações confidenciais permaneçam dentro da organização”, publicou a empresa.
Isto significa que o Google+ possa agora a receber todas as garantias técnicas de outros produtos essenciais, como o Gmail, Drive, Hangouts e Calendar.
Além dos recursos principais da versão para consumidor, o “Google+ for Work” permite restringir o uso do Google+ a determinados usuários e o controle dos dados compartilhados.

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

15:10:00

O que são Landing Pages e como obter resultados

Dentre os principais tópicos da otimização de sites, a criação de landing pageestá entre os mais importantes. Uma página de destino é definida como qualquer página por onde um visitante entra no seu site. Nos Estados Unidos, eles utilizam o conceito de que o visitante aterrissa dentro daquela página, por isso utilizam o termo landing, que significa aterrissar.
A homepage não é a única forma de entrar no seu site. Na verdade, geralmente as landing pages tem, somando, a maior quantidade de acessos de um site. Isso é fácil de entender, pois a maioria das vezes quando procuramos por algum termo, os resultados do Google já indicam uma página específica. Então a home tende a ser um ponto de partida para o conteúdo do site, que estão nas landing pages.

Porém, a Home pode ser também a landing page. É importante fazer a otimização de landing pages, pois você quer que seus visitantes gerem o máximo de retorno para você. Se um site com cerca de 1000 visitas consegue 50 pedidos de compra, ele tem 5% de taxa de conversão. Se conseguir aumentar em apenas mais 1%, irá chegar a 60 pedidos de compra. Isso representará um acréscimo de 20% na receita da empresa, apenas aumentando a conversão em um ponto percentual.

Não existe uma otimização ideal, uma regra universal que funcione para todas as páginas e sites. Isso varia para cada um e é necessário então fazer constantes testes A/B para sempre correr atrás da melhoria. Mas não se preocupe em ter que rodar testes: existem algumas boas práticas que vão te ajudar a entrar nesse mundo.

Deixe a proposta clara

Este é o fator mais importante para o sucesso de uma landing page, pois é ela que atrai o interesse do usuário. Qual é a primeira impressão que a sua página deixa em um novo visitante? Está no site que esperava? E principalmente, ele entendeu sobre o que é esta página?

Toda página deve explicitar rapidamente qual é a sua proposta, deixar claro quase instantaneamente sobre o que é que está sendo abordado. 

Uma boa forma de descobrir a sua eficácia é através da Regra dos 5 Segundos! A ideia desse teste é ver se alguém que não conhece seu site, entrar na sua landing page durante 5 segundos e ver se ela consegue entender do que se trata a página e o que ela poderia fazer como ação nela. Se quiser, pode chamar um amigo ou irmão, que mesmo não dando validade estatística pode dar umas boas ideias!

Tenha um Layout Leve

Um dos pontos cruciais para uma boa landing page é a clareza do layout, para que o usuário possa se localizar e navegar com facilidade.

A estrutura da página é tão importante que as mudanças dos elementos visuais são uma das coisas mais alteradas em testes de conversão. Às vezes, somente deixando um espaço em volta do botão de ação já oferece um espaço para “respirar”, o que pode aumentar a quantidade de cliques justamente por estar mais destacado.

Seja Objetivo

Não exiba todas as informações que existem sobre o seu produto. Uma landing page não é um manual de instruções, mas sim um ponto de venda! O seu objetivo é vender, então é importante focar nos pontos principais, aqueles que são os grandes diferenciais. São eles que chamam a atenção do cliente.

Se achar que tem informações importantes, trabalhe a capacidade de sintetizar em poucas palavras cada uma. Se achar impossível tirar, uma alternativa é criar outras páginas com mais informações sobre cada tópico, de forma que se o usuário não entender algum dos tópicos listados, ele vai poder clicar para ter mais informações direto no seu site.

Utilize Recursos Visuais

É importante para atrair a atenção dos visitantes. Utilize imagens que são facilmente reconhecíveis, como símbolos, justamente onde você quer chamar a atenção, como o seu principal produto ou conteúdo de destaque.

Os estímulos visuais são também os que ficam mais arraigados na memória. Por isso lembramos do rosto de alguma pessoa que não vemos há anos, mas é difícil recordar claramente um aroma depois de tanto tempo. Isso é ótimo pra trabalhar a presença da sua marca na mente dos consumidores. Utilize essa característica a favor da sua empresa, expondo um bom conteúdo visual.

Última Dica: Faça Testes A/B
Cada site tem suas próprias características e tipos diferentes de visitantes entre si. Ou seja, cada situação é única. Então como você vai saber se é melhor exibir um vídeo ou um formulário de pedido? Desenvolvendo um Teste A/B.

Ele se baseia na análise estatística de uma versão A converter melhor do que uma versão B, daí que vem o nome do teste. Mas deve ser testado alguns pontos, como uma versão com ou sem imagem. Outro teste pode sugerir ter um layout com um botão de ação na esquerda e outro na direita. Pode até mesmo testar duas frases diferentes no Call to Action, como “Clique aqui” e “Saiba mais”.

Então é necessário você testar o que cada mudança pode trazer de benefícios para atrair a atenção do visitante. Afinal, a intenção é aumentar a conversão.


Procurando um trabalho especializado de Marketing Digital para a sua empresa?
Venha dividir um café conosco e compartilhar incríveis ideias!

Se você já possui algum trabalho na web, então faça uma avaliação gratuita clicando aqui, é rápido e prático, e você recebe um relatório técnicos do que pode ser melhorado em suas campanhas, redes sociais, site entre outros, feito exclusivamente por nossos profissionais especializados. 

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

15:55:00

Google já removeu 1.75 bilhões de páginas por direitos autorais

O Google publicou hoje um novo site que mostra um interessante relatório de páginas removidas do índice do buscador que teriam infringido algum tipo de direito autoral.

“Google recebe regularmente pedidos para remover conteúdo que possa infringir direitos autorais. Este relatório fornece dados sobre pedidos de remoção de resultados de pesquisa que apontam para tal material”, disse a empresa.
De acordo com o Google, mais de 888 mil sites foram afetados pelas solicitações, gerando um total de 1,75 bilhão de páginas retiradas do buscador até o momento.
Por meio do site, os usuários ainda podem acompanhar a evolução dos pedidos de remoção, as empresas que mais solicitam direitos autorais e o sites afetados na busca.
Para que uma página se torne indisponível no Google, a gigante de Mountain View montou um processo que se repete a cada solicitação:
  • Proprietários de direitos autorais enviam notificações para a remoção de “suposto material ilícito”
  • O Google analisa o pedido e cumpre se não há problemas com ele.
  • O proprietário do conteúdo removido recebe uma contra notificação, ele deve argumentar ou remover o conteúdo ofensivo.
  • O Google decide se deve ou não adicionar a página de volta para os resultados de pesquisa.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

13:39:00

Google vai punir sites mobile com pop-ups difíceis de fechar

O Google anunciou que vai a punir os sites que mostram pop-ups intrusivos e difíceis de fechar quando o usuário abre uma página móvel.
De acordo com o buscador, a classificação da página será afetada nos resultados de pesquisa para priorizar as páginas com conteúdo mais acessível.
“As páginas que exibem intersticiais intrusivos oferecem uma experiência do usuário mais insatisfatória que outras páginas nas quais o conteúdo é acessível imediatamente”, publicou Doantam Phan, Gerente de Produto no Google.
“Para melhorar a experiência de pesquisa em dispositivos móveis, depois do dia 10 de Janeiro de 2017, as páginas nas quais o conteúdo não é facilmente acessível para um usuário na transição dos resultados da pesquisa para dispositivos móveis não estarão com uma classificação tão alta”.
Abaixo, as intersticiais que não serão mais permitidas pelo Google:

quinta-feira, 7 de julho de 2016

11:34:00

Razões para você investir em Marketing no Facebook


A rede social, somente no segundo trimestre de 2015, obteve cerca de 1,49 
bilhões de usuários ativos mensais. Os usuários ativos são aqueles que têm se conectado ao Facebook durante os últimos 30 dias. Somente em nosso país, a rede social tem mais de 91 milhões de usuários conectados, e segundo dados do próprio Facebook, de 8 em cada 10 brasileiros possuem conta na rede social.

Facebook no Brasil
No Brasil, cerca de 95% das pequenas e médias empresas já descobriram o poder do Facebook para alavancar seus negócios, aumentar as suas vendas e gerar resultados através da mídia social. Porém, a maioria dos empreendedores e empresários tem muito a explorar e se beneficiar dessa rede social.

Confira os motivos!


1. A rede social é gratuita

A criação de uma fanpage no Facebook é gratuita. Você pode criar um perfil profissional para sua empresa, divulgando suas marcas e seus produtos.

Ainda existem empresas que criam perfis pessoais para divulgar sua marca e produtos. O próprio Facebook explica várias razões para que você tenha uma página para seu negócio e não um perfil.

2. A sua empresa é vista por um público em alta escala

As postagens feitas pela sua fanpage podem chegar a milhares de usuários e em um tempo recorde. Os usuários da rede social podem ser locais, espalhadas em território nacional e por que não desbravar fronteiras internacionais?

Sua empresa e marca podem ser conhecidas no mundo. Você já pensou em atender pedidos de clientes vindos de vários estados brasileiros?

3. Maior agilidade no atendimento

O consumidor está cada vez mais exigente, ele quer todas as informações possíveis antes de comprar um produto e de forma rápida. Muitas empresas esperam muito das redes sociais, mas não trabalham a seu favor. Clientes entram em contato, demoram para responder e muitas vezes nem respondem. As empresas que estão ativas e respondem rápido as dúvidas e comentários saem na frente da concorrência.

4. Faça anúncios segmentados para seu público

TIPOS DE SEGMENTAÇÃO

Localização

Atinja seus clientes nas áreas onde eles vivem ou onde fazem negócios com você. Direcione anúncios por país, estado, CEP ou até mesmo a área próxima ao seu negócio. 

Dados demográficos

Os clientes que a sua empresa atende estão no Facebook. Escolha o público que verá seu anúncio por idade, gênero, interesses, ou até mesmo idioma.

Interesses

Quando as pessoas têm mais interesse pelo seu negócio, é mais provável que executem ações em seu anúncio. Faça sua escolha entre centenas de categorias, como música, cinema, esportes, jogos, compras e muito mais, para encontrar as pessoas certas.

Comportamentos

Você conhece melhor seus clientes, podendo encontrá-los com base em coisas que eles estão fazendo, como comportamento de comparas, o tipo de telefone que eles usam, ou se estão procurando uma casa ou carro para comprar.

Conexões

Atinja as pessoas que curtiram sua Página ou seu aplicativo, e atinja também os amigos dessas pessoas. Essa é uma forma fácil de encontrar ainda mais pessoas que possam estar interessadas em sua empresa.

5. Crie um relacionamento com seu público

Desenvolvimento de conteúdo relevante 

Devido ao excesso de informações, é preciso se destacar para atrair o consumidor. A entrega de conteúdo relevante, mais do que em qualquer época, nos dias de hoje é essencial.

6. Faça captação de Leads pelo Facebook

O que é um lead?


É um possível cliente, ou seja, um contato que demonstrou interesse pelo produto ou serviço que você oferece.

Por que gerar leads?

Esse anúncio é voltado para as empresas que incentivam a prática de trazer possíveis clientes para seu negócio e procuram criar um relacionamento através de E-mail Marketing.

Quais dados ou informações você pode solicitar?

Dados como nome, e-mail, endereço, dados demográficos e informações profissionais podem ser preenchidos automaticamente pelo Facebook. E o usuário tem a opção de não enviar um determinado dado que não queira.

Os anúncios de leads foram criados pensando na privacidade das pessoas, por isso elas podem editar as suas informações de contato antes de enviar o formulário e essa informação não é enviada para a empresa até que a
pessoa clique em “enviar”.


Para que todos esses tópicos mostrem resultados, é necessário possuir profissionais que entendam de Marketing Digital, e principalmente de Gerenciamento de Redes Sociais, com o tempo, o investimento se tornará lucro.